Internet fixa cresce 10% em 2020, no melhor ano desde 2013; fibra cresce 66%

Foto: Pixabay

Ao adicionar 3,395 milhões de novos acessos em 2020, o mercado de Internet fixa encerrou o ano passado com crescimento de 10,3%, segundo dados da Anatel. Até dezembro, 36,309 milhões de contratos foram registrados na agência pelas operadoras.

O crescimento anual foi o maior do segmento desde 2013, quando o mercado cresceu 11,9%. Publicados inicialmente em janeiro, os dados de 2020 foram mais tarde revisados pela Anatel: a informação preliminar era de crescimento de 9,4% do segmento.

Fibra

Notícias relacionadas

A tecnologia de fibra ótica foi o grande destaque na expansão e encerrou o ano com 16,970 milhões de clientes (46,7% do total no País). O número aponta alta de 66% após 6,747 milhões de adições líquidas (entre acessos novos ou que migraram de outro tipo de serviço).

Como reflexo, as velocidades médias contratadas pelo brasileiro também cresceram. Os contratos com velocidade de download de 34 Mbps ou mais (faixa máxima acompanhada pela Anatel) aumentaram 58,6% em 2020, passando para 21,270 milhões de clientes (59% do total).

Grupos

Reunido, o agrupamento das prestadoras de pequeno porte (PPPs) encerrou 2020 com 13,806 milhões de contratos, após alta de 34,9% na base. A cada 100 clientes do serviço no País, 38 são atendidos pelos ISPs.

A grande maioria deles atua com fibra: são 10,058 milhões de acessos, dos quais 3,894 milhões adicionados no ano passado (avanço de 63,2%). A expansão percentual dos grandes grupos na fibra foi levemente maior: 64,9%. Na tecnologia, as maiores operadoras do setor adicionaram 2,632 milhões de contratos e totalizaram 6,691 milhões ao fim de 2020.

Líder do mercado, a Claro manteve a posição após crescimento de 2,8% na base geral. A empresa somou 9,844 milhões de clientes após 265,5 mil adições líquidas até o fim do ano. Apenas na fibra, foram 191,2 mil adições, para 459,1 mil acessos na tecnologia.

Na Vivo, a base de banda larga recuou 9% ao longo de 2020, para 6,393 milhões. O saldo do ano foi negativo em 630,6 mil contratos. Por outro lado, a base de fibra da empresa evoluiu 34,7%, passando para 3,491 milhões após 899,9 mil adições líquidas positivas.

A Oi registrou uma baixa de 3,1% na base total de banda larga, para 5,095 milhões (saldo negativo de 160,6 mil). Na fibra ótica, por sua vez, o crescimento atingiu 138%, com 2,426 milhões de clientes no padrão. Foram mais de 1,407 milhão de acessos óticos registrados na Anatel em 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.