Claro Box TV é lançado oficialmente com canais lineares e serviços de streaming

Foto: Pixabay

Após iniciar em outubro um soft launch do Claro Box TV, a operadora oficializou o lançamento do novo serviço nesta quinta-feira, 28. Em um primeiro momento, 49 cidades terão a opção disponível.

"Nos últimos dois meses colocamos o Claro Box TV a disposição de alguns clientes para que pudéssemos ter um termômetro do mercado e um feedback. Estava disponível no site, que era o único canal que abrimos. [Já] a partir de hoje estamos indo com muita força para o mercado", afirmou o diretor de TV da Claro, Ricardo Falcão, durante evento virtual promovido pela empresa.

Segundo o executivo, o período de soft launch permitiu a evolução de algumas negociações de conteúdo para o produto, que vai seguir em "constante evolução". A caixa vai permitir acesso a serviços de entretenimento como Netflix, HBO, Telecine, NOW (a plataforma de streaming da Claro), Starzplay, Paramount Plus e mais de 90 canais, incluindo programação ao vivo da TV Globo (em algumas praças), Band e TV Cultura.

Notícias relacionadas

Planos

O plano de assinatura inicial custará R$ 20 ao mês para quem já é cliente Internet fixa da Claro, sem a taxa de adesão que será cobrada de não clientes. Demais conteúdos de streaming e canais serão contratados a parte e cobrados na mesma fatura. O pacote com mais de 140 canais de TV, por exemplo, tem a mensalidade adicional de R$ 59,90. Um pacote de Internet residencial de no mínimo 10 Mbps é recomendado para a experiência.

Questionado sobre a opção de atuar como hub de conteúdos através de um hardware próprio, o diretor de marketing da Claro, Márcio Carvalho, afirmou que a solução é a mais adequada para agregação de serviços de streaming distintos e canais lineares em uma "experiência de controle remoto". Ainda assim, a operadora não descarta atuação através de aplicativos.

TV tradicional

Os executivos da Claro também avaliam que a Claro Box TV não vai canibalizar o serviço tradicional de TV por assinatura, atuando de forma complementar e atingindo também praças não cabeadas pela infraestrutura da empresa. Já clientes da TV paga que quiserem migrar para o novo produto deverão cancelar o serviço atual e realizar uma nova contratação do box.

Segundo Márcio Carvalho, "uma série de questões regulatórias definidas" permitiram que a Claro optasse pelo modelo mais "flexível". De fato, a principal delas foi a caracterização pela Anatel da distribuição de canais lineares via streaming como Serviço de Valor Adicionado (SVA). O cenário permite à Claro Box TV um tratamento tributário mais favorável que o conferido aos serviços de TV por assinatura regidos pelo SeAC.

Cidades

Em um primeiro momento, o Claro Box TV será comercializado sem acesso ao sinal da TV Globo em determinadas praças; segundo a Claro, a inclusão da opção nestas cidades depende de negociação. Veja todas as cidades onde o serviço esta disponível.

  • Com sinal da TV Globo: São Paulo, Barueri, Carapicuíba, Cotia, Diadema, Embu das Artes, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Itapevi, Jandira, Mauá, Osasco, Santana de Parnaíba, Santo André, São Bernardo, São Caetano do Sul, Taboão da Serra, Vargem Grande Paulista, Rio de Janeiro, Belford Roxo, Duque de Caxias, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, São Gonçalo e São João do Meriti
  • Sem sinal da TV Globo: Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Belém, Campo Grande, Cuiabá, Goiânia, Guarujá, João Pessoa, Maceió, Manaus, Novo Hamburgo, Palmas, Paulínia, Porto Velho, Recife, São José, Vitória, Campinas e Santos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.