Minicom prorroga prazo para entrega de propostas do novo marco regulatório de telecom

O Ministério das Comunicações prorrogou por mais 60 dias o prazo para apresentação de propostas para alteração do marco regulatório das telecomunicações. Na portaria publicada nesta quinta-feira, 28, o Minicom atribuiu o adiamento ao tempo maior dado à consulta pública sobre o tema e a quantidade de sugestões recebidas.

"À luz das contribuições recebidas e dos debates realizados em reuniões setoriais", o ministério optou por "aprofundar a análise das diferentes alternativas e cenários regulatórios referentes ao setor de telecomunicações, de modo a promover a segurança jurídica e a estabilidade de regras necessárias à manutenção de estímulos à realização de investimentos em redes de telecomunicações que suportam serviços de banda larga".

Apesar das 915 sugestões apresentadas na consulta pública, o estudo de quase 700 páginas, realizado pela Anatel para subsidiar a proposta de alteração do Plano Geral de Metas de Competição (PGMC), tem sido a principal fonte de consulta do grupo de trabalho, formado por representantes do Minicom e da agência. Nesse estudo estão segmentadas, pela primeira vez, as áreas competitivas e as não competitivas do País, o que facilita a proposição de medidas para massificar a banda larga.

A proposta de alteração do PGMC já está sob análise da procuradoria especializada da Anatel. A previsão, que consta na agenda regulatória da agência, é de que a matéria vá à consulta pública ainda no primeiro semestre deste ano.

Evento

Na próxima terça, dia 2 de fevereiro, o ministro das Comunicações, André Figueiredo, participa do Seminário Políticas de (Tele)Comunicações, realizado pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicação da Universidade de Brasília (CCOM/UnB). O evento acontece em Brasília e terá como foco o novo modelo. Serão discutidos o momento político para a discussão do novo marco, as possibilidades de formatação e apresentação da proposta, o papel da Internet dentro desse novo modelo que está sendo desenhado e o papel da Anatel após a revisão. O evento terá ainda apresentações do secretário de telecomunicações, Maximiliano Martinhão, que está coordenando o grupo de trabalho de reforma do modelo, a diretora de banda larga do Minicom, Miriam Wimmer, o presidente da Anatel João Rezende, o conselheiro da agência Igor Freitas e ainda a participação do deputado federal Vitos Lippi, além de representantes das principais empresas de telecomunicações, acadêmicos e especialistas. A programação completa do evento está disponível no site da Converge, bem como condições de credenciamento.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.