Empresa de análise afirma que BB 10 não vai salvar a RIM

Tido como a última cartada da Research In Motion (RIM) no mercado, o lançamento do sistema operacional BlackBerry 10 pode não ser suficiente para salvar a companhia canadense. É o que acredita a empresa de análise Ovum, que afirma que a plataforma dará apenas um "empurrão temporário", mas que não conseguirá mudar a situação atual negativa da RIM. A análise indica que o BB 10 não possui as características para conquistar o consumidor e que a fabricante não iria conseguir mudar a "inabilidade crônica de atrair os consumidores de mercados maduros”.

Notícias relacionadas

Em nota divulgada nesta segunda-feira, 28, atribuída ao analista chefe de telecom, Jan Dawson, a Ovum diz que a RIM deverá enfrentar ainda alguns trimestres difíceis, e que poderá continuar nesta trajetória "por anos", mas que o passado de glória já não volta mais e que é apenas uma questão de tempo até que chegue ao seu fim natural. Dawson diz que o BB 10 será "o melhor BlackBerry para usuários de BlackBerry". Ou seja: algo para manter a base atual de 80 milhões de acessos, mas que não atrairá usuários de outras plataformas.

Além disso, a companhia de análise diz que o comportamento das empresas mudou nos últimos dois anos, já que elas não compram mais a maioria dos smartphones vendidos no mercado atualmente. Agora são os próprios funcionários que escolhem seus aparelhos, notadamente em detrimento da RIM e a favor de dispositivos da Apple ou com o sistema Android, do Google. A Ovum considera que isso ainda tende a crescer, afirmando que "mesmo quando funcionários não estão escolhendo o aparelho, eles esperam que o substituto do atual BlackBerry seja um iPhone ou Android".

No auge, a RIM chegou a abastecer o mercado com entre 12 milhões e 15 milhões de aparelhos por trimestre. A Ovum considera que a mudança de foco dos desenvolvedores para o BB 10 irá fazer o BB 7 definhar, mesmo com o bom desempenho da plataforma mais antiga em mercados emergentes. Importante lembrar, porém, que a própria companhia canadense tem reiterado que continuará com o suporte à sétima versão do BlackBerry, até por reconhecer a importância do sistema nesses mercados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.