Vivendi aprova separação da SFR

O board da Vivendi, controladora da GVT no Brasil, anunciou a decisão unânime de confirmar a separação da SFR, operadora francesa, da holding. A transação, prevista desde setembro, será feita com a distribuição das ações da SFR para os acionistas da Vivendi, oferecendo a eles a oportunidade de investir em dois veículos separados no mercado e "com valores estabelecidos de acordo com as especificidades dos respectivos setores".

A ideia da companhia francesa é a de virar um grupo internacional de mídia, juntando marcas fortes na produção e distribuição de conteúdo original. "Este grupo poderia responder completamente às novas formas de consumo de mídia digital em música e vídeo e perseguiria seu desenvolvimento em mercados de rápido crescimento", afirma o comunicado emitido ao mercado na terça-feira, 26.

A transação também poderia oferecer uma maior autonomia estratégica para a SFR, segundo a própria Vivendi, para endereçar às oportunidades de um mercado em transformação e refletindo o número crescente de serviços e acessos de banda larga em um ambiente de alta demanda. O plano foi submetido aos conselhos das empresas e às autoridades regulatórias.

Os detalhes serão apresentados mais tarde, mas o grupo afirma que espera poder incluir isso na próxima reunião de acionistas no final de junho de 2014.

A Vivendi permanece então com o grupo Canal+, a Universal Music Group e a GVT. Recentemente, a empresa vendeu a operadora Maroc Telecom por 4,2 bilhões de euros, além da participação na editora de games Activision Blizzard por US$ 8,2 bilhões. A holding francesa já tentou vender a operação brasileira, mas, após meses de imbróglio, decidiu suspender a oferta da GVT. A DirecTV e o grupo de equity KKR chegaram a se interessar, mas nenhuma das duas aceitou os 7 bilhões de euros pedidos pela Vivendi pela subsidiária.

Mudanças no board

Com a separação da SFR, Vincent Bolloré ficaria com a diretoria do board para o grupo Vivendi. Arnaud de Puyfontaine foi apontado como vice-presidente executivo sênior nas atividades de conteúdo e mídia da empresa e deverá assumir o cargo "no começo de 2014". O board de gerência da Vivendi ficará composto por Jean-François Dubos, como chairman; Jean-Yves Charlier, como chairman e CEO da SFR; e Puyfontaine.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.