Justiça cancela a terceira convocação

A terceira convocação da Assembléia Geral Extraordinária (AGE) da Telemar para votação da reestruturação societária da companhia foi cancelada por determinação judicial. A ordem partiu da desembargadora Valéria Maron, da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro ? a mesma que determinou, na semana passada, que somente acionistas detentores unicamente de ações preferenciais poderiam votar. Em sua nova decisão, a desembargadora exige que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) se pronuncie sobre a questão para que, só depois, a AGE seja reconvocada. O pedido de cancelamento partiu da Telemar que, com isso, ganhou mais tempo para preparar sua estratégia. A expectativa do mercado era de que, com o voto restrito aos acionistas puramente preferencialistas, a reestruturação não seria aprovada. Agora, a AGE provavelmente só será realizada no começo de 2007.
Os acionistas preferencialistas não estão satisfeitos com a proporção de troca de suas ações no projeto de reestruturação, pois terão sua participação acionária diluída. Foi um deles, a Pólo HG Fundo de Investimento em Ações, quem conseguiu na Justiça restringir o voto na assembléia, contrariando posicionamento anterior da CVM, para a qual controladores e ordinaristas que possuem ações preferenciais poderiam votar com esses papéis.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.