Veto à desoneração da folha trará impacto de R$ 2 bi em investimentos, diz Feninfra

Foto: Pixabay

A Federação Nacional de Infraestrutura de Redes de Telecomunicações e Informática (Feninfra) voltou a se manifestar contra o veto do presidente Jair Bolsonaro à desoneração da folha. Segundo informou a entidade em comunicado nesta terça-feira, 22, sem a medida, as empresas deixariam de investir R$ 2 bilhões, o que provocaria um "apagão de tecnologia". Isso seria "ainda mais grave neste momento em que o setor, devido à pandemia, está sendo fortemente demandado".

"Com a PEC 45, nossa previsão é de um aumento médio de 11% nos custos. Com o projeto do governo, que unifica o PIS e a Cofins, essa elevação será de 5%. Com esse cenário, os investimentos das empresas do setor estão parados. Precisamos planejar o ano, mas sem a desoneração haverá um apagão. Em um momento em que a retomada das atividades ganha força, é crucial apoiar um setor tão essencial quanto o de telecomunicações, pois não existe o novo normal sem telecomunicações. E, mais importante, não existe telecomunicações sem desoneração", afirma a presidente da Feninfra, Vivien Suruagy.

Além disso, haveria corte de 500 mil empregos no setor, conforme já havia dito a federação em comunicados anteriores. No posicionamento desta terça-feira, a Feninfra diz que do total de demissões, 300 mil seriam em call center, 100 mil na área de infraestrutura e 97 mil em TI. Nesta última área, contudo, ainda deveria haver uma "não contratação" de outros 450 mil profissionais devido à falta de investimentos. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.