Unicamp e Eldorado desenvolvem solução para faixas abaixo de 1 GHz

O Instituto de Pesquisas Eldorado e a Unicamp desenvolveram um padrão de WiMax com tecnologia nacional para funcionar em freqüências abaixo de 1 GHz. A solução pode servir tanto para oferta de banda larga sem fio quanto como canal de retorno de TV digital, se for usada em 700 MHz, freqüência que pertence hoje às emissoras em UHF. Como se trata de uma freqüência baixa, a cobertura alcança um raio de até 65 km, o que barateia sua implantação. Foram criados protótipos de um transceiver, um emulador de ERB e uma CPE. A solução utiliza o padrão WiMax 802.16d, mas em breve será adaptada ao 802.16e, o que lhe dará mobilidade. A tecnologia será apresentada na semana que vem durante a Futurecom, em Florianópolis.
O desenvolvimento da solução consumiu R$ 1 milhão em investimentos e cerca de dois anos de pesquisas. Além da Unicamp e do Instituto Eldorado, a Finep e a Celestica contribuíram financeiramente com o projeto. Segundo o gerente de desenvolvimento de negócios do Instituto de Pesquisas Eldorado, Paulo Ivo, os equipamentos podem começar a ser produzidos dentro de seis meses, se for usado um chip estrangeiro. Mas existem planos de desenvolver um chip no País para essa tecnologia, o que levará mais tempo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.