TIM descarta serviço de streaming de música para este ano

A TIM descarta a possibilidade de lançar um serviço de streaming de música, pelo menos este ano. Segundo o CMO da operadora, Roger Solé, há conversas em andamento sobre possíveis parcerias, mas nada fechado por enquanto. De acordo com o executivo, é preciso avaliar bem eventuais impactos na rede por conta de serviços de streaming. A Oi e a Claro já oferecem tais serviços: a primeira através de uma parceria com a Rdio, e a segunda em seu portal Ideias Musik.

Notícias relacionadas
É sabido que o Deezer, serviço francês de streaming de música, está prestes a lançar sua operação no Brasil e está negociando com operadoras locais, conforme noticiado por MOBILE TIME na semana passada.

Outro nome que circula no mercado como estando interessado em aportar no Brasil é o do Muve, serviço de música da Cricket, uma operadora móvel virtual (MVNO, na sigla em inglês) que atua nos EUA. Neste caso, não se trata de streaming. O Muve é uma espécie de plano de assinatura celular que dá direito a download ilimitado de músicas e ringtones, além do uso também ilimitado de ringback tones (ou "som de chamada", como foi batizado no Brasil). O serviço funciona em alguns telefones específicos da Samsung, que contam com um botão exclusivo para acesso à biblioteca musical do aparelho. Questionada sobre seu interesse em lançar o Muve no Brasil, a Criket respondeu, por meio de sua assessoria de imprensa: "não podemos comentar especificamente sobre Muve Music e Brasil. O que a companhia já divulgou é que vemos oportunidades para o crescimento do Muve Music através de expansão internacional."

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.