Acel insiste na redução do Fistel

Luis Garcia, presidente do conselho administrativo do grupo Algar e da Acel, insiste na necessidade de se diminuir a taxa do Fistel sobre os celulares pré-pagos para recuperar os telefones que estão sendo desconectados. Ele acredita que o Brasil poderia ter, imediatamente, 6 milhões de pré-pagos a mais, que na prática só receberiam ligações, desde que não precisassem pagar a taxa. Garcia propõe uma redefinição do modelo pré-pago, que geraria tráfego e teria um significado social muito importante porque atingiria as pessoas de mais baixa renda. Segundo o executivo, o crescimento de 1% da base de assinantes da CTBC neste ano foi anulado pelo mesmo índice de desconexão no período. ?Se esses números forem iguais no Brasil inteiro, a situação não está nada boa?, comenta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.