Projeto do Norte Conectado também fica para 2021, diz Minicom

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, acredita que o projeto de levar conectividade à Região Norte deverá ser entregue também no primeiro semestre de 2021. O projeto, que planeja utilizar R$ 400 milhões de recursos do saldo da digitalização da TV aberta, está sendo trabalhado com a Anatel. "Já comuniquei ao Conselho da Amazônia. Acredito que no ano que vem, no primeiro semestre, estará sendo entregue", declarou ele em entrevista ao SBT, no programa Poder em Foco, no domingo, 26.

A previsão anterior do governo, ainda com a pasta integrada ao Ministério da Tecnologia e Inovações, era de que a conclusão do primeiro trecho do Norte Conectado, entre Macapá e Santarém (PA), fosse ainda em dezembro deste ano. Mas esse cronograma ainda foi feito no início de março, antes da pandemia do coronavírus ganhar força no País. Na época, o MCTIC esperava posicionamento do Tribunal de Contas da União para a utilização do saldo do Gired (Grupo Gestor da Digitalização da TV aberta).

O Gired prioriza a digitalização das TVs de prefeituras na região Norte. Em entrevista ao jornal Valor Econômico na última sexta-feira, 24, o presidente da Anatel, Leonardo Euler, falou em R$ 600 milhões de recursos para a conectividade, com outros R$ 100 milhões para as emissoras (o saldo total da digitalização é de cerca de R$ 1,2 bilhão).

Privatização

Fábio Faria disse na entrevista que considera que a infraestrutura de fibra da Telebras poderá ajudar na conectividade do projeto de infraestrutura no Norte. Porém, o ministro alegou que o governo ainda não tem um posicionamento a respeito da privatização – a estatal é parte do Programa de Parceria de Investimentos (PPI). O ministro diz que não chegou a conversar a respeito do assunto com o Ministério da Economia. "Sei que eles querem falar comigo, mas ainda não temos definição", disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.