Ceitec fabricará semicondutores no Brasil; primeiros chips em outubro

A Ceitec será a primeira empresa a fabricar semicondutores no Brasil, afirmou o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloísio Mercadante, durante encontro com empresários na tarde desta segunda, 27.
Segundo Mercadante, a iniciativa atenderá, inicialmente, à Casa da Moeda e a uma forte demanda de setores do agronegócio por tecnologia para rastreamento de bois, com chips RFID. O ministro afirmou durante o evento que a Ceitec começará a produzir os chips a partir de outubro, ressaltando, no entanto, que a empresa ligada à sua pasta não será responsável por fabricar o produto em grande escala. "Os grandes volumes ficarão a cargo de parcerias que estamos negociando com a iniciativa privada e empresas que pretendemos atrair para País", comentou.
De acordo com o ministro da Ciência e Tecnologia, a estratégia do governo brasileiro é aproveitar a disposição de alguns fabricantes de chip de deixar o Japão por conta dos recorrentes terremotos na ilha. "Temos que aproveitar este momento para atrair parceiros; hoje apenas 20 países no mundo fabricam semicondutores e, todos os que tomaram esta iniciativa tiveram um boom", disse.
A planta da Ceitec, de acordo com informações publicadas no website da empresa, tem capacidade produtiva para colocar no mercado entre 50 e 100 milhões de chips anualmente.
O Mercadante também ressaltou que o Ministério da Ciência e Tecnologia corre para viabilizar a fabricação de telas de LCD e lâmpadas de LED em território brasileiro. "Desde a visita à China estamos negociando para que a Foxconn produza telas de até 6,3 polegadas no Brasil, mas acredito que isto será na segunda fase da chegada deles ao País".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.