Publicidade
Início Newsletter Cade rejeita Surf Telecom como terceira interessada na venda da Oi Móvel

Cade rejeita Surf Telecom como terceira interessada na venda da Oi Móvel

Foto: Pixabay

O Cade indeferiu um pedido da operadora Surf Telecom para habilitação, como terceira interessada, na avaliação da venda da Oi Móvel para Claro, TIM e Vivo. A decisão consta em despacho da Superintendência-Geral (SG) do órgão datado desta última quarta-feira, 26.

Em nota separada, a área técnica do conselho classificou o pedido como intempestivo por ter sido protocolado fora do prazo de 15 dias após publicação do edital que instaurou o processo de análise. O limite teria expirado em 19 de abril, ao passo que o pedido da Surf é datado de 18 de maio.

Em paralelo, a SG também alegou a ausência de informações, documentos e pareceres que comprovem as alegações de que os interesses da Surf poderiam ser afetados pelo ato de concentração.

Notícias relacionadas

“Entende-se, portanto, que as manifestações não são pertinentes com os fins da análise do processo”, afirmou a SG. Algar Telecom, Associação Neo, Idec, Sercomtel e TelComp são alguns dos players que já foram reconhecidos pelo Cade como partes na análise.

Roaming

No caso da Surf, a empresa afirmava que como a operação envolve “os maiores grupos do setor de telecomunicações do Brasil e possui relevante repercussão econômica”, sua admissão seria necessária para avaliação do impacto do negócio na empresa. A operadora também solicitava uma dilatação do prazo de 15 dias para pedidos de habilitação como terceira interessada.

Na petição, a Surf notou que utiliza a rede da TIM para oferta de agregadora de operadoras móveis virtuais (MVNOs) em um modelo white label, mas que também tem relação comercial com a Oi.

“Para complementar sua cobertura em centenas de municípios e em áreas não cobertas pela TIM nem pela rede própria, [a Surf Telecom] firmou contrato de roaming com a Oi em franco processo de integração técnica. Este contrato permitirá oferecer serviços, por exemplo, adicionalmente em dezenas de municípios carentes do Vale do Jequitinhonha“.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile