Vivendi estaria disposta a oferecer até R$ 2,5 bi pela AES Atimus, diz jornal

A holding francesa Vivendi, controladora da GVT, estaria preparando uma contraoferta de até R$ 2,5 bilhões para desbancar a proposta da TIM pela AES Atimus, empresa que tem uma rede de 5,5 mil km de fibra óptica em 21 cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo. A informação foi publicada nesta sexta-feira, 27, pelo jornal italiano La Repubblica.
O jornal destaca que a aquisição da infraestrutura da AES Atimus poderia ser considerada um "atalho de luxo" para os franceses em São Paulo, onde a morosidade nas negociações com a prefeitura para obtenção das licenças para construção da rede obrigaram a GVT a admitir que não conseguirá oferecer banda larga ainda em 2011. A própria GVT declarou no início do mês de maio que trabalhava agora com a data de 2012 num cenário realista para início da oferta em São Paulo, mas o La Repubblica já coloca o prazo como 2013.
A Vivendi usaria sua própria geração de caixa, que foi de 8 bilhões de euros em 2010, para financiar a aquisição da Atimus pelo montante de R$ 2,5 bilhões (cerca de um bilhão de euros).

Notícias relacionadas
Ainda segundo análise do jornal italiano, crescer no mercado brasileiro é estratégico para a Telecom Italia, mas não a ponto de cobrir a oferta da Vivendi. A Telecom Italia estaria disposta a colocar sobre a mesa um montante entre R$ 1,4 bilhão e R$ 1,7 bilhão, o que seria equivalente a até 750 milhões de euros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.