Consumidor: as medidas da Claro, Oi, Vivo e TIM após dois meses de coronavírus

Foto: Pixabay

Pouco mais de dois meses após a confirmação do primeiro caso do novo coronavírus (covid-19) no Brasil, a necessidade de distanciamento social e o impacto financeiro da pandemia sobre a economia motivaram uma série de medidas tomadas pelas operadoras de telecomunicações visando suas bases de clientes.

De modo geral, as empresas de telecomunicações estão oferecendo navegação gratuita para os aplicativos Coronavírus SUS e para o app do auxílio emergencial concedido pelo governo durante a pandemia. Além disso, mais de 200 milhões de SMS com alertas sobre a doença já foram enviadas gratuitamente pelo setor. As medidas abaixo não incluem as iniciativas setoriais, como a disponibilização ode dados para os diferentes governos fazerem o acompanhamento das manchas de deslocamento da população, ou as iniciativas de conectividade a escolas e postos de saúde.

Notícias relacionadas

Vivo

A Vivo anunciou nesta segunda-feira, 27, o acesso gratuito por 60 dias ao Vivo Meditação para empresas que queiram oferecer o serviço a seus funcionários. A medida se soma à uma série de outras ações já anunciadas pela empresa, e que incluem: 

  • a abertura de mais de 100 canais para clientes da TV por assinatura (a disponibilidade do benefício pode ser acessada aqui);
  • bônus de franquia de dados 4G no celular por dois meses para clientes ativos de planos pós-pagos e controle e nas ativações ou renovações da promoção Vivo Turbo no pré-pago;
  • o parcelamento, em até dez vezes sem juros e sem multa, de contas de clientes que estão em inadimplência nos serviços móveis ou fixos;
  • 15 dias extras para utilização de qualquer serviço contratado para clientes em débito (caso ele não esteja em período de bloqueio total);
  • a isenção, para usuários corporativos, da cobrança de franquia de dados no uso de ferramentas de colaboração, como Teams, da Microsoft, e Webex, da Cisco;
  • a possibilidade, com o Vivo Tech, de alugar notebooks, tablets e desktops com seguro e manutenção para auxiliar o trabalho remoto.

Oi

No caso da Oi, a ação mais recente anunciada pela operadora foi o aumento da velocidade de upload no serviço de Internet fixa por fibra ótica, disponível em 108 cidades do País. Podendo ser acompanhada aqui, a lista de medidas adotadas pela empresa engloba:

  • a liberação do sinal de 57 canais de TV por assinatura até 10 de maio;
  • até 3 GB de Internet para clientes que efetuarem recargas móveis em canais digitais (pelo cartão de crédito ou sites e apps de bancos);
  • a garantia de 100 MB diários por uma semana após o término da franquia para clientes pré-pagos e controle ativos que aceitarem a bonificação (válido até 30 de abril);
  • uma velocidade reduzida de navegação (após o término da franquia de Internet) quatro vezes maior do que a aplicada anteriormente;
  • a postergação do prazo de vencimento de contas em abril para pessoas físicas e pequenas empresas (mediante solicitação);
  • o desbloqueio de serviços interrompidos por inadimplência para clientes que comunicarem o pagamento ou que irão efetuá-lo nos próximos sete dias; 
  • a flexibilização da política de parcelamento para clientes inadimplentes por até 90 dias, com possibilidade de divisão em 10 vezes e sem multa;
  • a liberação de serviços de valor adicionado (SVAs), como Oi Jornais, Skeelo e Clube dos Quadrinhos;
  • navegação gratuita na plataforma Microsoft Teams para clientes corporativos;
  • a oferta da solução Oi Smart Office 4.0 com isenção de cobrança por 90 dias para grandes empresas;
  • a liberação da plataforma de marketing digital Oi Ads para PMEs;
  • a disponibilização do serviço Siga-me para telefones fixos de PMEs no Distrito Federal, Goiás, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. 

TIM

A TIM também adotou uma lista de ações voltadas para o consumidor durante o período da pandemia, incluindo:

  • a concessão de bônus de Internet móvel de até 2GB para usuários de todos os planos de celular (pré-pago, pós-pago e controle).
  • a liberação do dobro de dados em roaming internacional nos EUA e na Europa para clientes fora do Brasil;
  • a ampliação da validade de novos créditos pré-pagos de até R$ 20, passando de 30 dias para 60 dias;
  • a navegação gratuita em ferramentas do Microsoft Office 365 para clientes pós-pagos, incluindo Outlook e o Microsoft Teams;
  • o reforço de conteúdos de entretenimento, com inclusão gratuita de apps dedicados às crianças (TIM Games e Playkids) em ofertas móveis;
  • ajustes temporários nas regras de cobrança e condições de pagamento, com possibilidade de parcelamento das faturas em aberto em até 10 vezes, isentando multa e juros;
  • o prazo de seis dias do chamado "religa em confiança", desbloqueando serviços interrompidos por inadimplência para os clientes que comunicarem a quitação do débito;
  • um período adicional de conexão em velocidade reduzida para da Internet fixa em regime de suspensão parcial.

Claro

No caso da Claro, a lista de medidas já implementadas inclui:

  • o aumento gradativo das velocidades da banda larga fixa, sem custo e a todos os clientes;
  • um bônus gradativo de 100 MB de franquia nos planos pós-pagos mediante vídeo de campanha de conscientização do Ministério da Saúde;
  • a rede Wi-Fi da Claro (#NET-CLARO-WIFI) liberada a qualquer usuário em locais públicos, também mediante exibição dos vídeos do Ministério da Saúde;
  • a liberação de canais de notícias e entretenimento na Claro TV sem custos por tempo indeterminado;
  • a disponibilidade de canais de notícias na plataforma NOW Online mesmo para que não é assinante da TV por assinatura;
  • a flexibilização do parcelamento de dívidas, readequação de planos e bloqueios;
  • a manutenção da velocidade mínima da conexão de banda larga fixa e na rede móvel para inadimplentes (válidas durante a negociação);
  • a manutenção plena do serviço de voz fixa, inclusive para efetuar chamadas, e a possibilidade de envio e recebimento de SMS para todos os usuários móveis.

A operadora ainda fechou parceria com a Central única das Favelas (CUFA) para arrecadar doações para a entidade Mães de Favela, por meio de QR code em lives de artistas e neste site.

4 COMENTÁRIOS

  1. Mentira. Sou cliente da TIM LIVE e há quase 3 meses que a internet fixa não funciona bem , não mantendo a rede on line por 15 minutos , com quedas durante o dia e também a noite, um dia as 23:30 , a rede estava parada e nem acesso a sites eu conseguia. muito ruim e nem atendem ao cliente pela internet, nem por telefone. serviço totalmente largado, quando mais precisamos.

  2. Não sei as outras operadoras mas a Tim é a pior e a mais mentirosa. Tenho plano controle há alguns anos com a empresa, sempre pago a fatura mensal em dia, e hoje 10/06/20 acabou meu pacote de dados cortando minha internet. Todavia fiquei o mês inteiro em casa somente usando wi-fi por conta da covid-19, hoje que precisei sair apareceu o recado como se eu tivesse utilizado todo meu plano devendo eu aguardar a renovação. Assim que possivel vou sair dessa empresa. A anatel deveria multar essas empresas e não ficar fazendo lobbys telefônicos com as mesmas.

  3. Esqueceram de colocar na matéria, que a Tim está cancelando internet fixa das pessoas, detalhe, sem elas solicitarem, imagina que legal em plena pandemia vc ficar em casa sem internet .. a desculpa pra cancelar foi que o usuário ultrapassou os 3 TB de tráfego de dados e ainda citou a cláusula de uso abusivo pra quem usa mais de 17 TB ou seja ela mesma afirma que o cara não fez o uso abusivo, interessante é que no final da notificação sugere fazer plano empresas que é mais caro e que no contrato TB tem as mesmas cláusulas, pra mim isso é extorquir, " só devolvo sua internet se vc fizer a ou b" se está pago não deveria ser cancelado nunca.. ainda mais em pleno isolamento social…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.