Leilão de 2,5 GHz na Colômbia preocupa operadores móveis

A Colômbia será o primeiro país da América Latina a leiloar licenças em 2,5 GHz, o que deve acontecer nos próximos meses, com vistas à quarta geração de serviços móveis. A notícia deveria ser boa para operadoras móveis, não fossem certas limitações e incertezas presentes no processo, destaca o diretor da 3G Américas, Erasmo Rojas. Ao todo, 60 MHz serão vendidos nesse primeiro leilão, divididos em duas licenças. Os vencedores terão liberdade para escolher a tecnologia a ser adotada: LTE ou WiMAX, FDD ou TDD.
O órgão regulador colombiano determinou que apenas novos entrantes poderão participar do leilão. Ou seja: grupos como América Móvil e Movistar estão fora. A ideia do governo, obviamente, é aumentar a competição. O problema, destaca Rojas, é que na Colômbia não houve até hoje leilão para 3G em 2,1 GHz. As operadoras locais utilizam faixas antigas de 850 MHz e 1,9 GHz para o 3G atualmente. Ou seja, se comparado com o Brasil, as operadoras móveis colombianas detêm muito menos espectro. A expectativa é de que o leilão em 2,5 GHz atraia teles fixas. "A decisão da Colômbia parece ser mais política do que técnica", diz Rojas.
Além de deixar as teles celulares de fora desse primeiro leilão em 2,5 GHz, a licitação ameaça a padronização do LTE na América Latina, afirma Rojas. O risco decorre do fato de o órgão regulador colombiano não haver ainda informado em que parte da faixa estão localizados esses 60 MHz a serem leiloados. A UIT definiu que entre 2500 MHz e 2570 MHz e entre 2620 MHz e 2690 MHz deve ser usada um tecnologia FDD (tipicamente o LTE). Entre ambos os blocos, na faixa de 2570 MHz a 2620 MHz, fica reservado um espaço para tecnologias TDD (como WiMAX ou o padrão LTE em desenvolvimento na China). Ou seja: se as licenças colombianas estiverem nas faixas definidas para FDD pela UIT mas forem usadas para WiMAX em TDD pelos vencedores do leilão, o país estará fora do padrão internacional e abrirá um precedente na América Latina.
A expectativa é de que o governo colombiano informe a localização das licenças na faixa de 2,5 GHz ainda este mês. O leilão ainda não tem data marcada, mas acredita-se que será realizado antes de agosto, quando haverá troca no governo federal colombiano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.