Operadoras serão flexíveis com inadimplentes durante crise do coronavírus

Foto: Pixabay

Em novo comunicado conjunto publicado nesta sexta-feira, 27, as principais operadoras do País (Algar, Claro, Nextel, Sercomtel, Oi, TIM e Vivo) anunciaram a adoção de novas medidas durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Entre elas, a promessa de adotar uma maior flexibilidade no processo de cobrança para clientes com dificuldades de se manterem adimplentes.

Segundo o grupo, a medida será válida para clientes que enfrentam restrições de mobilidade ou situação financeira menos favorecida. "Neste sentido, as operadoras estão implementando algumas revisões em suas políticas de negociação de dívidas por inadimplência, buscando criar melhores condições de prazo e/ou isenção de juros neste momento", afirmou o comunicado, assinado pelo SindiTelebrasil.

O movimento será válido por tempo indeterminado e passa a vigorar já partir desta sexta-feira, 27. "Com essas medidas, as operadoras e o SindiTelebrasil esperam que os clientes em situação mais crítica tenham, em última análise, alternativas para seguir usufruindo dos serviços ao longo do período da crise". A associação ainda afirmou que também haverá flexibilidade para eventuais adequações de planos contratados.

Após a classificação das atividades de telecom e Internet como essenciais durante a crise, parlamentares e entidades como o Ministério Público Federal, a OAB-DF e o Idec solicitaram que não houvesse corte no serviço de clientes por motivos de inadimplência. Nesta última quinta-feira, 26, a proposta recebeu oposição dos provedores regionais e do próprio Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Medidas em curso

Até o momento, uma série de medidas já foram anunciadas pelas operadoras de telecom diante da crise do coronavírus. Entre elas, a liberação temporária de conteúdos de TV e streaming, a concessão de bônus de Internet no celular e na banda larga residencial e a veiculação das campanhas de esclarecimento do Ministério da Saúde, SUS, secretarias estaduais e municipais de saúde. Na quinta-feira, 26, lançaram campanha conjunta incentivando o isolamento social.

As empresas também desmobilizaram canais de vendas e atendimento presenciais em detrimento de canais digitais, que estão sendo adaptados para garantir a continuidade do atendimento, especialmente no que se refere a recarga de planos pré-pagos, emissão de boleto eletrônico e alternativas digitais de pagamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.