Maioria dos brasileiros não vê necessidade em ter tablet

Depois de um boom de popularidade, os tablets não fazem mais tão parte do sonho de consumo dos brasileiros, segundo indica levantamento divulgado pela empresa de pesquisas MeSeems nesta terça, 27. A pesquisa, realizada com 3.095 pessoas de todas as regiões do País e das classes sociais A, B, C e D; mostra ainda que, dentre os que já possuem o aparelho, a maioria não tem previsão de quando – ou se – irá trocar por uma versão mais nova.

Notícias relacionadas
O levantamento aponta que, dentre os que não possuem tablets, 71% dos entrevistados, 53% dizem não ver necessidade em ter o aparelho. Para 24%, o produto é caro, enquanto para 6%, ele não é prático. Além disso, 3% disseram que não compram o dispositivo com medo de serem roubados.

Entre os que têm um tablet (29% dos entrevistados), 65% afirmam terem tido apenas um desses aparelhos até hoje, enquanto 9% dizem trocar anualmente e 15% a cada dois anos. Ainda dentro desse universo, 22% adquiram um tablet há mais de dois anos, 33% entre um e dois anos e 29% entre seis meses e um ano.

Entre os que não têm, há os que pretendem adquirir um desses aparelhos, mas 36% dizem não saber quando, enquanto 9% deverão compra-los nos próximos meses. A faixa de preço indica que, apesar do favoritismo pelo iPad, os modelos Android, mais acessíveis, são naturalmente mais populares: 40% pretendem comprar um aparelho entre R$ 500 e R$ 999; 26% entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil; 25% até R$ 499; e 3% estão dispostos a gastar mais do que R$ 2 mil.

Marcas

Para 62% dos brasileiros, a Apple é a marca de tablets favorita. A Samsung é a segunda colocada, com 25%, enquanto as demais marcas representam, juntas, 13%. O levantamento indica ainda que o iPad é também a maioria nesse universo entrevistado: dos 29% que afirmaram possuir um tablet, 50% tinham o dispositivo da Maçã. Samsung novamente segue, com 29%, e Asus vem após, com 2%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.