Fabricante de equipamentos sem fio reclama nova licitação de espectro nos EUA

A fabricante de equipamentos de áudio Sennheiser anunciou nesta terça-feira, 26, que está entrando com um processo junto ao órgão regulador norte-americano, a FCC), por considerar que o leilão do espectro previsto para 2014 naquele país irá "pôr em risco o futuro do uso de microfones e monitores sem fio que operam na frequência de 600 MHz, forçando muitos criadores de conteúdos dos EUA – incluindo profissionais de radiodifusão e produção de filmes e de espetáculos – a realizar seus eventos utilizando menos da metade do espectro disponível em UHF". A empresa cita transmissões de eventos fora de estúdios, como partidas esportivas e premiações como o Oscar e o Grammy.

Segundo a Sennheiser, o documento com a reclamação foi encaminhado para a FCC no dia 4 de novembro e argumentava que os vencedores do futuro leilão deveriam compensar os donos dos equipamentos wireless que ficarão inutilizáveis após a liberação do espectro para as operadoras móveis. A companhia reclama ainda que a agência não entregou nenhum plano de contingência para os profissionais, dizendo que é "brutalmente injusto, especialmente considerando que é a segunda vez que ocorre em poucos anos". Problema semelhante já havia acontecido com a liberação da banda de 700 MHz, em janeiro de 2008.

De acordo com a fabricante, alocar esses equipamentos de produção audiovisual para a faixa de 500 MHz aumentará o congestionamento nessa banda, além de colocar demandas técnicas "sem precedentes" tanto nos aparelhos quanto para operadores que usam esse espaço. A Sennheiser afirma contar com o apoio formal de outras empresas do setor como Shure, Audio Technica, Lectrosonics e CP Communications.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.