FiBrasil defende padronização de APIs na operação de redes neutras

Empresa de redes neutras que tem a Vivo como sócia, a FiBrasil acredita que a padronização de APIs (Application Programming Interface) entre novos players do segmento será necessária para o sucesso do modelo junto a provedores regionais.

"É importante que exista um padrão de APIs no mercado, para que as várias redes neutras como nós, a V.tal, a FiberCo da TIM/IHS e outras que vão surgir adotem o mesmo padrão de interconexão e facilitem para parceiros", afirmou o CEO da FiBrasil, André Kriger, durante o evento InovaTIC, do portal Tele.Síntese, nesta terça-feira, 26.

No caso da companhia, padrões disponibilizados pela associação global de operadoras e fornecedoras TM Forum estão sendo utilizados. "Convidamos outros parceiros a também adotar", pontuou Kriger. "Sabemos como é escasso e custoso o desenvolvimento na área de sistemas, então se temos um padrão de APIs que em todo mercado funciona, vai ser um grande benefício".

Notícias relacionadas

Presença

Segundo o CEO da FiBrasil, a empresa está presente em 47 cidades atualmente, com meta de atingir 300 até 2023. Em termos de homes-passed (HPs) com fibra óptica, a conta atual ronda os 2 milhões.

Durante o debate nesta terça-feira, Kriger pontuou que a empresa está buscando parceiros de backbone para os próximos passos da estratégia. Pelo lado da infraestrutura de nuvem, a empresa tem utilizado serviços da Azure para garantir escalabilidade para provedores regionais clientes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.