Para ministro, concentração não necessariamente é o único caminho

O Ministro das Comunicações André Figueiredo disse que a perspectiva de concentração no mercado de telecomunicações, com uma eventual fusão entre Oi e TIM, está sendo acompanhada "superficialmente" pelo Ministério das Comunicações. Ele confirmou que existe essa possibilidade, mas disse que a "concentração não necessariamente é um caminho" e que "podem surgir novos espaços", referindo-se a outros players que poderiam entrar no mercado brasileiro. Ele não quis se aprofundar sobre que movimentos seriam esses. Segundo apurou este noticiário, há ainda a expectativa de um movimento da AT&T sobre o Brasil, ainda que o ministro Figueiredo não tenha se encontrado com o presidente da operadora, Randall L. Stephenson, que esteve no Brasil na semana passada com o ministro da Fazenda Joaquim Levy. Segundo o ministro, a conversa não aconteceu porque ele estava fora do Brasil, primeiro em viagem com a presidenta Dilma Rousseff à Suécia e Finlândia e depois na Rússia, em reunião dos BRICS. "Eu não estou dizendo que necessariamente entrará um player. Pode ser que um player compre outro… Tudo é muito embrionário. Nem a concentração, nem a ampliação é algo definido. Mas teremos uma definição em um curto espaço de tempo", disse ele, estimando que um encaminhamento sairá em seis meses.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.