Brasil destina mais espectro que demais países na América Latina

O Brasil é o País da América Latina com maior disponibilidade de espectro, segundo relatório da Comissão Interamericana de Telecomunicações (Citel). Conforme exibiu em painel o secretário executivo da entidade, Oscar León, durante evento da 4G Américas em São Paulo nesta segunda, 26, as operadoras brasileiras dispõem de 669 MHz. Para se ter uma ideia, dentre outros países estudados pela Citel, o Canadá destina menos: 638 MHz. A média latino-americana é de 318 MHz.

O diretor da 4G Américas para a América Latina, José Otero, reiterou novamente que a quantidade de espectro destinado ao serviço móvel deveria ser maior. Destacou ainda que os blocos devem ser largos e limpos o suficiente para suportar a transmissão de banda larga móvel. Em discurso durante o workshop, promovido como pré-evento da Futurecom 2015, Otero ainda pediu que reguladores sejam agnósticos e que os governos diminuam a carga tributária, já que os mercados são formados "basicamente de 80% de pré-pagos".

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.