Cade redistribui processos de criação da nova Oi

Com a saída do conselheiro Paulo Furquim, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) acertou na semana passada o destino dos processos que estavam no gabinete do economista. Casos importantes envolvendo o setor de telecomunicações estão na lista de redistribuição, entre eles a compra da Brasil Telecom pela Oi.
Os processos envolvendo a compra estão agora sob a relatoria de Vinícius Marques de Carvalho. O caso está dividido em três partes: a aquisição das ações da Solpart pelos fundos de pensão Previ, Petros e Funcef; o contrato de compra e venda de ações envolvendo BrT, Oi e o banco Credit Suisse como intermediário; e a operação em si de tomada do controle da BrT pela Oi.
Ainda no setor de telecomunicações, a reestruturação societária da Nextel está agora sob a relatoria do conselheiro César Mattos. O caso envolvendo a mudança societária na Globalstar também foi redistribuído e o novo relator é o conselheiro Olavo Cinhaglia.

Notícias relacionadas
Fernando Furlan também passa a relatar o pedido de medida preventiva por infração à ordem econômica apresentado pela GVT em 2007 contra concessionárias do STFC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.