Oi leva 5G em 3,5 GHz para o Rock in Rio

Antena 5G da Oi no Rock in Rio. Foto: Divulgação/Oi

A Oi vai fornecer a infraestrutura de telecomunicações para a 20ª edição do festival Rock in Rio, que começa nesta sexta-feira, 27 e vai até o dia 4 de outubro. Desta vez, além da rede com fibra e serviços de Wi-Fi e 3G/4G, a operadora também instalou uma rede de testes em 5G para demonstração no local do evento, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro. A operadora seguirá o modelo apresentado em Búzios (RJ), em março deste ano, e utilizará equipamentos da Huawei operando na faixa de 3,5 GHz com um bloco de 100 MHz de capacidade. 

Na demonstração de 5G, a equipe de conteúdo do evento usará a tecnologia para a cobertura em redes sociais, com lives diárias e posts de bastidores do festival por 14 horas diárias. A ideia é também possibilitar o envio e recebimento desse conteúdo trabalhado pela equipe do Rock in Rio durante o evento. Além disso, a empresa prepara também diversas "ativações" no local. No estande da própria Oi na Gameplay Arena by Game XP, o visitante poderá usar uma bicicleta conectada via 5G em frente a uma parede de monitores (videowall) para fazer um passeio virtual na orla do Aterro do Flamengo. 

A companhia afirma ainda que, pela primeira vez, o público do Rock in Rio poderá se conectar gratuitamente no Wi-Fi sem precisar ser cliente da operadora. A cobertura do serviço Oi Wifi se estenderá por 345 mil m² do evento, incluindo o Palco Mundo, com 550 hotspots. Foram instaladas ainda sete antenas para reforço da cobertura móvel 3G e 4G. 

A infraestrutura instalada para o evento com um mês de antecedência conta com 56 km de cabos de fibra para toda a operação. O som dos palcos Mundo e Sunset será transmitido por essa rede ótica, o que a tele diz assegurar a amplificação dos shows com "baixíssima latência", eliminando o efeito de "delay" entre a imagem no telão e o som que chega nas caixas mais distantes do palco. Até mesmo o sistema de iluminação utilizará a fibra da empresa.

O link de dados dedicados ao evento é de 30 GB de capacidade. Para garantir a prestação dos serviços, a empresa montou na Cidade do Rock um Centro de Operações de Rede (NOC, na sigla em inglês) integrado para o controle. Na frente desse NOC, telas de LED vão exibir as informações dos tráfegos de dados online e número de pessoas conectadas. Outros três centros de apoio técnico darão suporte de campo no evento. 

"Sugerimos ao Rock in Rio a implantação da rede 5G para transformar o evento na primeira cidade conectada pela nova tecnologia. Teremos ali um aprendizado, com os insumos que já obtivemos nos testes com 5G realizados em Búzios (março), Rio2C (abril) e na Game XP (julho)", declarou em comunicado o diretor de operações da Oi, José Gonçalves.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.