Vinte e seis países podem ser impedidos de votar na UIT

Durante as eleições da UIT, que começam no próximo dia 1º de outubro, 26 países membros poderão ficar sem direito de votar. Isto porque há irregularidades na documentação e contribuições financeiras destes países. Segundo nota divulgada pelo secretário-geral da entidade, Yoshio Utsumi, problemas como a falta de contribuição financeira de adesão; de documentação de ratificação, aceitação ou aprovação da constituição da entidade; além do débito nas contribuições financeiras por período superior a dois anos, impedirão o exercício do direito de voto dos membros. Confira a lista de países que podem ficar sem votar:

* Países membros que não são signatários da UIT e que não aderiram à constituição da entidade: Angola, Antigua e Barbuda, Iraque, Kiribati, Líbia, Nauru, República Democrática do Congo, Serra Leoa e Somália.
* Países membros signatários que não apresentaram os documentos de ratificação, aceitação ou aprovação em conformidade e com atraso nas contribuições financeiras: Afeganistão, Granada e Libéria.

Notícias relacionadas
* Países membros signatários com atraso nas contribuições financeiras: Bolívia, Camboja, República do Congo, Geórgia, Guiné-Bissau, Haiti, Jamaica, Ilhas Marshall, Uzbequistão, Ilhas Seichelles, Taikistão, Chade e Turmekistão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.