TV por assinatura volta a crescer em julho

Foto: Ronen Ijansempoi/FreeImages.com

Após três meses seguidos de queda, o mercado de TV por assinatura voltou a crescer no Brasil em julho, segundo balanço divulgado pela Anatel nesta quarta, 26. O total de acessos foi de 19,638 milhões, crescimento de 0,17% em relação a junho. Mesmo com a queda da base em maio (0,22%) e junho (0,57%), o saldo é positivo no comparativo com dezembro de 2014, com 0,33% de aumento. No comparativo anual, o crescimento é de cerca de 550 mil acessos, ou 2,8%.

A tecnologia que mais contribuiu para o saldo foi a TV a cabo, que cresceu 0,42% em comparação com junho e 2,26% (169,7 mil adições líquidas) comparando com dezembro, totalizando então 7,691 milhões de acessos. Ela tinha 39,16% do mercado em julho, aumento de 0,73 ponto percentual (p.p.) em relação ao final de 2014. Na contramão, a tecnologia mais popular no Brasil, o DTH, foi a que mais caiu em desconexões líquidas: 5,949 mil (0,05%) comparando com junho e 145,8 mil (1,22%) no comparativo com dezembro. A TV por satélite contava com 60,07% do mercado em julho, contra 61,01% em dezembro.

Share TV TEC jul

O maior aumento proporcional foi o da IPTV (transmitida via FTTH): 4,98% no mês e 43,24% comparando com 2014. Com 0,69% (0,20 p.p. acima de dezembro) do mercado e 136,1 mil conexões, ainda conta com participação insipiente, mas é a terceira tecnologia mais utilizada. Em seguida vem o MMDS (0,06%) e a TVA (0,02%).

Por grupo

No comparativo por grupo, a líder isolada ainda é a América Móvil (Claro, Embratel e Net), com 51,74% do mercado, apesar da queda de 0,22 p.p. no share em relação a dezembro. A empresa fechou julho com 10,161 milhões de acessos, aumento de 0,03% em relação a junho, mas queda de 0,10% em relação a dezembro. No mês, a operação de DTH ClaroHD perdeu 33 mil clientes e fechou com 3,124 milhões de usuários. Já a operação de cabo Net cresceu 36,5 mil clientes e fechou o mês de julho com 7,037 milhões de assinantes.

Em seguida, com 28,87% de market share, vem a Sky, que mostrou crescimento tanto no comparativo com junho (0,28%, ou 16 mil acessos a mais) quanto com 2014 (0,48%), totalizando 5,670 milhões de conexões em julho.

Não há outro grupo com participação acima de dois dígitos em termos de market share, mas, com a fusão com a GVT, a Telefônica mostra tendência de estar chegando lá. As duas operadoras juntas totalizaram 1,821 milhão (sendo 1,015 milhão da GVT, 806,3 mil da Vivo) de acessos, ou 9,28% do mercado em julho, contra 8,45% em 2014. Foi um aumento de 0,89% comparando com junho e de 10,26% comparando com dezembro. A GVT TV seguiu crescendo em bom ritmo em julho (19,1 mil assinantes a mais no mês), mas a Vivo TV perdeu cerca de 3 mil assinantes.

Share TV GRUPO jul

Assim, elas conseguem abocanhar o terceiro lugar que antes da fusão era da Oi. A tele fechou julho com 6,03% do mercado (contra 6,66% em dezembro). Para dificultar a briga, a operadora foi a que mais caiu nos sete meses do ano, com 119,4 mil desconexões líquidas (queda de 9,16%) e totalizando 1,183 milhões de acessos. O recuo no mês foi de 0,03%.

O conjunto de pequenos provedores com licença de SeAC, caracterizados como "outras" pela Anatel, mostrou estagnação no ano e fechou julho com o mesmo share de dezembro: 1,81%. Foram 355,8 mil acessos, recuo de 0,33% em comparação com junho e aumento de 0,50% em comparação com dezembro. Vale ressaltar que em janeiro, esse coletivo de empresas chegou a reportar 401,1 mil acessos, ou 2,04% da base total de TV por assinatura no Brasil.

3 COMENTÁRIOS

  1. Pagar muito caro e para assistir propaganda.

    NÃO DÁ!!!

    SINAL CAI QUANDO ESTÁ NUBLADO!!

    É UMA COISA HORRORRIVEL!!

    O PRÓXIMO PASSO É COMEÇAR A PERDER CLIENTES A RODO!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.