Anatel coordenará testes para uso de 3,5 GHz em aplicações de 5G

5G

A Anatel vai coordenar testes de campo e de laboratório para avaliar o uso da faixa de 3,5 GHz em aplicações de 5G. A informação é do conselheiro da agência, Leonardo Euler de Morais. Ele informou que até o próximo mês espera concluir os testes de laboratório dos equipamentos, que serão realizados no centro de referência tecnológica da Claro, na Ilha do Governador (RJ). Após isso, serão realizados os testes de campo. Ele voltou a declarar que acredita na realização do leilão da faixa no segundo semestre do próximo ano.

Nesta segunda etapa, o foco será avaliar as condições de interferência na recepção dos sinais da TV aberta via satélite. "Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílio (PNAD), há 20 milhões de aparelhos que utilizam esta tecnologia. Acredito que esse dado pode ser melhor dimensionado. De qualquer forma, não podemos esquecer esta questão social," afirmou.

Euler de Morais planejava realizar uma consulta pública sobre a destinação da faixa para o IMT-2020 no primeiro semestre, mas ainda não foi liberada. A ideia já era fazer um eventual leilão em 2019, talvez em conjunto com a faixa de 1,5 GHz (banda L) e outro bloco de 700 MHz.

1 COMENTÁRIO

  1. A faixa de 3,5 GHz está se tornando a de aceitação mundial para o 5G. No caso do Brasil é necessário que se tome a decisão de acabar com a recepção do sinal aberto de TV em TVRO na faixa de 4GHz, a chamada popularmente de "as parabólicas". Os equipamentos de baixo custo usados para a recepção são tão simples que não aceitam as contra medidas de baixo custo para a mitigação de interferências.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.