TIM não vê a necessidade de capitalizar empresa e mantém planos de investimento

A TIM não apresentou à Anatel nenhuma ampliação na sua previsão de investimentos para o ano (R$ 3,5 bilhões), e nem considera isso relevante para que o plano de melhorias apresentado à agência tenha eficiência. Franco Bernabè, presidente mundial da Telecom Italia, também não vê necessidade de reforçar o caixa da operadora com uma eventual suspensão de distribuição de dividendos. Para Bernabè, "o momento econômico é ruim para todas as empresas, não só para a Telecom Italia", mas ele ressalta que a operação brasileira tem apresentado bons resultados e está capitalizada. A informação foi endossada por Manoel Horácio, presidente do conselho da TIM, que lembrou que no ano passado a operadora fez um processo de capitalização se preparando para os investimentos realizados sobretudo na rede de fibra da Atimus. Segundo Manoel Horácio, hoje a TIM não tem "nenhum problema local de caixa". Ele nega também que a empresa tenha precisado segurar investimentos por conta da situação europeia ou da compra das frequências de 4G.

Notícias relacionadas
Em conversa com jornalistas em Brasília, Bernabè surpreendeu ao revelar que se a suspensão das vendas da TIM ficar dentro do tempo sinalizado pelo ministro Paulo Bernardo (15 dias), "os prejuízos materiais serão mínimos". Para Bernabè, o prejuízo maior é de imagem para a companhia e junto ao setor financeiro. "Não será um prejuízo materialmente relevante se ficar dentro do que sinalizou o ministro. Mas certamente sofremos um efeito ruim midiático e junto ao mercado financeiro", disse ele, amenizando a declaração dada na quarta, 25, sobre a perda do valor de mercado da companhia em bolsa (da ordem de 2,5 bilhões de euros).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.