Indústria eletroeletrônica reduz falta de confiança em junho

Foto: Pixabay

Apesar da pandemia do coronavírus ainda não ter mostrado estabilidade ou redução no Brasil, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) do setor eletroeletrônico aumentou em junho, segundo a Associação Brasileira da Indústria Eletroeletrônica (Abinee) nesta sexta-feira, 26. Os dados levantados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e agregados pela Abinee mostram um avanço de 9,3 pontos em comparação com maio, atingido 40,3 pontos. É a primeira alta após quatro quedas consecutivas.

Ainda assim, o índice está abaixo da marca de 50 pontos, o que significa o empresariado ainda está pessimista com o cenário. Na comparação com junho do ano passado, o ICEI caiu 13,9 pontos. O índice é composto pela combinação de índices de condições atuais e de expectativas.

De acordo com a Abinee, o aumento se deu por conta da expectativa para os próximos seis meses, que passou de 36 pontos para 48 pontos. O de condições atuais, entretanto, aumentou para três pontos e ficou em 25, no piso da série histórica iniciada em janeiro de 2010. 

O presidente executivo da Abinee, Humberto Barbato, afirmou que as consequências da pandemia do coronavírus continuam causando muita preocupação, mas que o empresariado pode voltar a ficar positivo. "O cenário ainda nebuloso sobre a pandemia não permite um avanço maior, entretanto, pode ser uma sinalização positiva de um começo de retomada da confiança para os próximos meses", disse ele em comunicado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.