Custo relativamente baixo é possível na limpeza de 3,5 GHz, acredita TIM

Após realizar demonstração 5G em Florianópolis (SC), a TIM reforçou sua visão que a convivência da tecnologia de quinta geração com os sistemas de TV em banda C satelital (TVRO) na faixa de 3,5 GHz não deve representar um problema tão grande. De acordo com o diretor de engenharia de rede da tele, Marco di Costanzo, o processo pode ter um custo "relativamente baixo" se inspirado no modelo exitoso da limpeza da faixa de 700 MHz.

Segundo estimativa do executivo, um prazo de um ano seria "razoável" para a mitigação de interferências nos sistemas TVRO que operam em 3,5 GHz. "Não vai ser simples, mas também não deve ser tão complexo. Passamos por isso com o 700 MHz e funcionou bem, com uma entidade dedicada à limpeza para todas as operadoras [a EAD] e o Gired como grupo de gestão integrado. O modelo já existe e funciona. [No 3,5 GHz] prazos precisam ser acordados, mas o processo pode ser levado a cabo em um ano tranquilamente", pontuou Costanzo, durante evento na capital catarinense.

"É difícil estimar valores, pois tempo e custo dependem da abordagem, mas é possível um custo relativamente baixo", prosseguiu o diretor da TIM, que discorda de visão já expressa por empresas como a Claro sobre o potencial altamente custoso da limpeza. "Eles têm uma visão de complexidade que a gente sinceramente não compartilha", assinalou Costanzo. "Nos testes que fizemos, instalamos o sistema 5G muito perto de estação de recebimento satelital televisivo e comprovamos que o processo vai ser menos dramático e complexo do que aparenta", argumentou.

No mês passado, representantes da Claro afirmaram a este noticiário que entre 2 milhões e 6 milhões de antenas parabólicas que recebem sinal via 3,5 GHz precisariam ser ajustadas antes do uso da faixa para serviços móveis. Na ocasião, a tele estimou que o custo do processo por antena rondaria os R$ 100 e sugeriu que os saldos da EAD na transição para a TV digital fossem utilizados para este fim.

(O jornalista viajou a Florianópolis a convite da TIM).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.