Cade arquiva processo contra o Google

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) arquivou nesta quarta-feira, 26, o processo administrativo que apurou se o Google teria colocado o serviço Shopping em posição privilegiada dentro dos resultados de seu buscador na Internet, prejudicando os concorrentes. A decisão não foi unânime, obrigando o presidente do órgão, Alexandre Barreto de Souza a proferir voto de qualidade, quando há empate nas decisões. Pela condenação, votaram os conselheiros João Paulo de Rezende, Paula de Azevedo e Paulo Burnier. O relator Mauricio Oscar Maia, que votou pelo arquivamento, foi acompanhado pela conselheira Polyanna Vilanova e pelo presidente.

Em seu voto, o relator afirmou não ser possível verificar manipulação de algoritmos da busca orgânica do Google no mercado brasileiro. Desse modo, a redução de comparadores de preço no mercado brasileiro não tem nexo causal com as práticas comerciais do Google. Além disso, não foram confirmadas as condutas de bloqueio de acesso a uma estrutura essencial, venda casada e falta de transparência por parte do Google. Segundo Bandeira Maia, também não ficou demonstrada a relação do aumento do valor do custo por clique (CPC) com alguma conduta anticoncorrencial do Google.

Ao final do julgamento, o Google declarou que "recebe com satisfação a decisão do Tribunal".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.