Anatel arrecada R$ 183,7 milhões com leilão de satélites, superando licitação anterior

A Anatel arrecadou R$ 183,7 milhões no leilão de posições orbitais realizado nesta terça-feira, 26. O ágio médio alcançado foi 69,55% em relação aos R$ 108 milhões previstos para a venda dos quatro direitos de exploração de satélite, caso fossem arrematados pelo preço mínimo de R$ 27 milhões.

O maior desembolso foi feito pela empresa canadense Telesat, que arrematou dois lotes por um total de R$ 89,3 milhões, sendo R$ 42,5 milhões pela primeira posição e R$ 46,8 milhões pela segunda. A espanhola Hispamar, que arrematou a quarta etapa do leilão por R$ 50,29 milhões, pagou o maior ágio do certame, de 85,63%. Já a companhia árabe Star Satellite Communications Company levou o terceiro lote por R$ 44,1 milhões.

No ano passado, a agência arrecadou R$ 153 milhões por quatro posições orbitais. Porém, o ágio médio naquele ano foi de 213,4%, em função do preço mínimo por lote estabelecido em R$ 12,2 milhões.

As empresas poderão pagar pelo direito de exploração de satélite, pelo prazo de 15 anos, à vista ou parcelado, mas, nesse caso, as seis prestações anuais serão corrigidas pelo IGP-DI e acrescidas de juros de 1%. Ao final de 15 anos, as empresas poderão renovar a autorização por igual período.

Das quatro empresas participantes, apenas a francesa Eutelsat não conseguiu adquirir uma posição orbital. No ano passado, a empresa havia adquirido um dos quatro direitos de exploração de satélite leiloados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.