ZTE entra com ação contra terceirizada no Brasil

No balanço financeiro referente ao primeiro trimestre de 2013, a ZTE destacou um embate judicial com uma companhia de serviços no Brasil com acusações de calote de um lado e fraude de outro. De acordo com o comunicado da companhia chinesa, a unidade ZTE Brasil entrou em novembro do ano passado com um processo na 8ª Vara Cível de Brasília para congelar os bens de "uma companhia brasileira" por ela não ter honrado o pagamento de uma compra de R$ 31,353 milhões em produtos.

Conforme apurou este noticiário, trata-se da Zero Indústria e Distribuição de Produtos de Telecomunicação, que opera com o nome comercial de Zero-X e é especializada na logística e suprimento de infraestrutura ótica para banda larga fixa e móvel. No dia 7 de fevereiro deste ano, a Justiça teria suspendido o congelamento dos bens da Zero-X por ela não estar atualmente envolvida em nenhuma disputa de dívida significativa com outras companhias e que não havia nenhuma indicação de que estaria em processo de falência.

Mas em novembro de 2012, a 15ª Vara Cível de São Paulo notificou a ZTE Brasil com uma contrapartida. A Zero-X entrou com um processo alegando que a fornecedora chinesa teria cometido fraude e negligência no contrato, demandando compensação por perdas diretas e indiretas no total de R$ 82,974 milhões. A empresa de logística teria apontado um conselho legal externo para conduzir o caso. A ZTE acredita que, de acordo com o progresso da ação, não haverá nenhum impacto material adverso nas condições financeiras e nos resultados operacionais do grupo no período.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.