Coronavírus: MCTIC busca cobertura voluntária para 16 mil unidades de saúde

Vítor Menezes, secretário de telecomunicações do MCTIC

Como parte dos esforços de combate à pandemia do novo coronavírus (covid-19), o MCTIC está buscando empresas dispostas a efetuar cobertura de banda larga em cerca de 16 mil unidades de saúde que não contam com o serviço no País. Até o momento, quase 13 mil delas já contam com manifestação de intenção para prestação do serviço.

As informações foram repassadas pelo secretário de telecomunicações do MCTIC, Vitor Menezes, durante reunião transmitida pela Internet com entidades representativas dos provedores regionais (ISPs). "O Ministério da Saúde nos enviou uma lista com 46 mil unidades e identificamos que cerca 16 mil não estão conectadas", afirmou Menezes.

Notícias relacionadas

Segundo ele, uma planilha virtual foi criada pela pasta para que empresas manifestassem intenção de efetuar o serviço voluntário em caráter emergencial. "Já são quase 13 mil de unidades com intenção [manifesta], em uma reação muito rápida em menos de 48 horas". Além de provedores de pequeno porte, grupos como a Oi também teriam se oferecido para o compromisso.

Prioridade

De acordo com Menezes, a intenção é que as empresas que assumirem o compromisso tenham prioridade na contratação para cobertura das unidades que o governo pretende realizar assim que possível. "Optamos pela contratação voluntária chamando a sensibilidade [das operadoras] porque não teríamos como fazer 16 mil contratos em cinco ou dez dias", afirmou.

"Depois a Rede Nacional de Pesquisa (RNP) vai realizar uma contratação com critérios para que as unidades permaneçam cobertas, e quem se voluntariou deve ter preferência. Estamos estudando a melhor maneira de realizar isso, pois não adianta fazer e daqui seis meses o tribunal mandar desfazer", prosseguiu Menezes, afirmando que recursos do Ministério da Saúde também podem ser enviados para as contratações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.