Críticas de Miro à Anatel não são consensuais dentro do governo

Segundo fonte próxima ao Planalto, comentando recentes declarações de Miro Teixeira atacando a Anatel, ao tratar dessa maneira sobre os índice de reajuste de telefonia fixa, criticar abertamente a agência reguladora e criar uma secretaria de telecomunicações da forma como foi criada, o ministro estaria desgastando excessivamente o governo e criando desconfianças tanto no mercado quanto entre os próprios petistas (deputados e técnicos) especializados no setor.
De fato, todos os relatórios de telecomunicações produzidos por bancos e analistas de mercado recebidos esta semana por TELETIME News registravam críticas às declarações, em particular à criação da secretaria de telecomunicações.

Críticas

Notícias relacionadas

O ?Daily Brasil? do Espírito Santo Research, por exemplo, assinala o risco de duplicidade de funções. ?Em nossa opinião, seria mais bem vinda a sintonia fina entre o Minicon e a agência reguladora, entidades que deveriam se complementar?. Diz ainda que a disputa de poder, ?no mínimo não é eficiente do ponto de vista fiscal e, no limite, poderá até prejudicar o desempenho do setor no médio e longo prazos caso haja atraso de definições e de implementações?.

Desconforto

No PT, as preocupações são até maiores que as do mercado. ?A atuação de Miro está causando desconforto para todos nós?, disse um técnico, para quem a Anatel merece críticas, mas não no nível empreendido pelo ministro. Um deputado petista também disse que em breve Miro poderá ser cobrado pela bancada sobre essa falta de sintonia entre seu discurso e o que pensa a base do governo. Teme-se que Miro esteja dando demasiada atenção às posições da Fittel, diz ainda a fonte próxima ao Planalto. ?A Anatel fiscaliza pouco porque não consegue ter uma lei de cargos que garanta alguma estabilidade funcional a seus técnicos?, justificou a fonte. ?Não faz o menor sentido criar uma secretaria para a qual se terá que tirar funcionários que iriam para a agência reguladora". No entanto, como a secretaria de telecomunicações foi criada com o aval da Casa Civil e do Ministério do Planejamento, fica claro que não há, dentro do PT, uma visão única sobre a atuação de Miro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.