Nas previsões da Nokia para 2017, neutralidade de rede em xeque

A Nokia concluiu sua apresentação para imprensa e analistas durante o Mobile World Congress 2017, neste domingo, 26, com a já tradicional lista de tendências que a companhia espera para o ano. Para Rajeev Suri, CEO da companhia, existem sete tendências que devem ser obsevadas. Duas dessas previsões chamam a atenção: o crescimento do mercado de infraestrtutura de telecomunicações fora das operadoras de telecomunicações,  e a dificuldade de aplicar os princípios da neutralidade no atual ambiente de desenvolvimento de negócios

1) Movimento crescente de fusões e aquisições de operadoras, sobretudo nos EUA e na Índia. Para ele, esse é um movimento necessário e saudável no longo prazo, ainda que no curto prazo coloque sobre os fornecedores de tecnologia um certo grau de incerteza. "As empresas precisam de escala e precisam permanecer saudáveis", disse Suri.

2) Segurança das redes será um tema cada vez mais recorrente e um diferencial para as operadores, sobretudo porque haverá mais e mais questionamento dos clientes das operadoras, sobretudo empresariais, em relação à segurança das redes.

3) O mercado non-carrier deve desenvolver redes próprias a um ritmo duas vezes mais rápido que as carriers vão acrescentar novas redes.

4) Haverá um aumento da demanda por capacidade que impulsionará a tecnologia de 4G a um ritmo que ainda não ainda havia sido visto, sobretudo em tecnologias de 4G Advanced.

5) As redes 5G começarão a tomar forma em lançamentos pré-comerciais e esforços de padronização.

6) A aplicação do princípio da neutralidade de rede se mostrará "muito mais complexa do que a visão simplista de uma internet aberta". Isso virá, segundo Rajeev Suri, de um entendimento dos reguladores e dos próprios usuários, que buscarão mais serviços gratuitos e serviços mais seguros.

7) IoT começará a mostrar resultados efetivos em áreas como energia e agricultura, dando às empresas que adotarem estas tecnologias vantagens imediatas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.