Câmara criará GT para acompanhar 5G no Brasil após crise com China e Bolsonaro

Após a forte resposta da Embaixada da China no Brasil por conta de acusações feitas pelo filho do presidente Jair Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), resolveu criar um grupo de trabalho para acompanhar os processos de negociações que envolverão e a implantação da tecnologia 5G no Brasil.

Segundo fonte da Câmara dos Deputados, já na tarde desta quarta-feira, 25, acontecerá uma reunião entre alguns parlamentares. A incumbência de organizar o grupo e de assumir a posição de liderança do GT foi passada a deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC).

Briga de superpotências

Notícias relacionadas

Por meio de sua conta no Twitter, Perpétua Almeida disse que apresentou requerimento ao plenário da Câmara pedindo a destituição de Eduardo Bolsonaro da presidência da Comissão de Relações Exteriores Defesa Nacional da Casa. "Uma instituição que se deve dar ao respeito, não pode permitir que seus membros achincalhem outros países prejudicando históricas relações", disse a parlamentar. Almeida se refere à manifestação de Eduardo Bolsonaro por meio de sua conta no Twitter que disse que o Brasil apoia aliança global para um 5G 'sem espionagem da China'.

A deputada também questiona o silêncio do presidente Jair Bolsonaro sobre a manifestação de seu filho Eduardo e pergunta como o Brasil vai entrar em uma disputa com grandes duas superpotências.

1 COMENTÁRIO

  1. 2021 sera o ano que o Brasil vai ter dores de kbça
    muita fake
    Presidente desnorteado
    uma diplomacia ameaçada
    tudo que o País não precisa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.