Voz tradicional não deve ser extinta, mas VoIP custará US$ 479 bi às teles até 2020

Mesmo com o crescimento de serviços over-the-top (OTT) de voz sobre protocolo de Internet (VoIP), a telefonia tradicional não deverá deixar de existir. Entretanto, haverá um impacto na receita das companhias de telecomunicações nos próximos oito anos, de acordo com previsão da empresa de análises Ovum divulgada nesta quinta-feira, 25. Segundo a pesquisa "Future of Voice", os serviços VoIP vão custar ao setor em escala global US$ 479 bilhões no acúmulo de perdas de receita até 2020, o que representará 6,9% do total de receita de serviços de voz.

O fato é que o estudo reconhece que, embora a telefonia não deva desaparecer por completo, o serviço vai ocupar um espaço cada vez menor em um ecossistema de comunicações cada vez mais complexo. A Ovum diz que os usuários estão sendo fortemente influenciados pelos serviços OTT e agora esperam que operadores tradicionais sejam provedoras de conteúdo como serviço, independente do dispositivo ou método de acesso.

A previsão da Ovum diz que, embora possa haver essa queda de quase meio trilhão de dólares nos próximos oito anos, o tráfego de voz deverá se "recolocar" em vez de simplesmente entrar em colapso. A saída, na visão da empresa, não é em aumentar os preços para tentar manter a receita, mas investir em aplicativos orientados à nuvem para a telefonia e manter a relevância dos números de telefones como identificadores.

Por isso a firma recomenda investir em plataformas que unam cloud com telefonia tradicional. Até porque serviços de VoIP, diz a Ovum, "transferem" a identificação do número para outro tipo de endereço, o que pode acabar como um fator mais significativo do que o impacto da receita nas operadoras. Segundo o estudo, as empresas deveriam utilizar o número telefônico como endereço identificador para os serviços baseados na nuvem, desenvolvendo mais aplicações SMS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.