Citel vai atacar o subdesenvolvimento tecnológico no continente

Segundo Clóvis Baptista, secretário executivo da Citel – Comissão Interamericana de Telecomunicações, a entidade vai se empenhar em melhorar as condições de acesso aos serviços de telecomunicações especialmente dos países da América do Sul e do Caribe. Baptista avalia que a situação é crítica no Haiti, Colômbia e até mesmo a Venezuela, que têm teledensidades muito baixas. A Citel é composta por 240 empresas e 34 países. Segundo Baptista, a missão da entidade é estimular a ação de seus filiados de forma coordenada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.