Conselho da TIM aprova execução de projetos de infraestrutura

O conselho de administração da TIM aprovou em reunião na quinta-feira, 24, a execução dos projetos da empresa submetidos ao Regime Especial de Tributação do Programa Nacional de Banda Larga (REPNBL). Não foi detalhado o teor dos projetos, mas a companhia deixou claro que serão destinados à infraestrutura da rede móvel, já que foram elaborados pela TIM Celular S.A, subsidiária integral da empresa.

No último dia 15 de setembro, a TIM realizou em Nova York uma conferência para investidores na qual o presidente da operadora, Rodrigo Abreu, avisou: a prioridade número um é a infraestrutura. Ele declarou que a ideia aumentar a capacidade 4G com antenas macro e na estratégia de small cells. Para tanto, quer investir 30% do Capex para aumentar a porcentagem de fibras até o site (FTTS) de 30% do total de estações radiobase (ERBs) para 40% até o fim do plano plurianual 2015-2018. A companhia alega ter atualmente 61.232 km de fibra, com previsão de expandir para 80 mil km até o fim do período.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.