Net e Telemar disputam as ações da Way na quinta, 27

O Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia e a Way TV Belo Horizonte divulgaram a lista de empresas habilitadas a participar do leilão das ações da Way, que acontece na quinta, 27, na Bovespa, ao meio dia. Estão habilitadas as empresas Net Belo Horizonte Ltda (uma empresa da Net Serviços S/A) e a TNL PCS Participações S/A, (uma empresa da Telemar). A Way opera nas cidades de Belo Horizonte, Barbacena, Poços de Caldas e Uberlândia, está à venda a um preço mínimo de R$ 80 milhões, podendo haver repique no caso de propostas com diferença inferior a 20%.
A estratégia da Telemar é tentar viabilizar algumas licenças de TV a cabo para poder prestar serviços de TV por assinatura. A Net busca engordar a sua base de assinantes e fechar o mercado para a Telemar.
Serão alienadas 100% das ações da empresa, hoje pertencentes à Infovias (69,25%), Brasil Telecomunicações S/A (18,34%), Diários Associados (11,73%) e Clube de Investimentos Funcionários da CEMIG (0,68%). A Way opera com programação Net Brasil em todas as localidades, exceto Belo Horizonte. São 60,1 mil assinantes, sendo 41,1 mil de TV paga e 36,1 mil de internet banda larga (há assinantes coincidentes, no total de 17,2 mil). A receita bruta do grupo em 2005 foi de R$ 55,1 milhões, R$ 45,5 milhões de receita líquida, Ebitda de R$ 8,67 milhões e prejuízo de R$ 2,4 milhões.

Notícias relacionadas
Com base no valor mínimo pedido no leilão, a Way está avaliando o seu assinante de TV a cabo a R$ 1,9 mil, sem a dívida. Contados todos os clientes da empresa, incluindo os de internet, o valor por assinante está em R$ 1,3 mil. É menos, portanto, do que está valendo o assinante da própria Net Serviços. Na cotação da tarde desta terça, 25, o assinante da Net valia o equivalente a R$ 2,34 mil, sem a dívida.
Vale lembrar, contudo, que a compra da Way não inclui a rede entre os ativos da operadora. Isso porque a rede pertence à Infovias, e não está sendo vendida no pacote. O que existe é uma garantia de uso desta rede. Daí o valor mais baixo que o de mercado.

Aprovações

Em qualquer um dos casos, será necessária a aprovação da Anatel e dos órgãos de defesa da concorrência para que a operação seja efetivada. Contra a Telemar, pesam o fato de que se trata de uma concessionária de telecomunicações, e dependendo da interpretação da Lei do Cabo, isso pode ser um problema. Contra a Net pesa o fato de ela ser concorrente da Way em Belo Horizonte e Uberlândia, o que poderia caracterizar concentração de mercado, o que é pouco provável que aconteça porque a mudança de market share seria pouco significativa.
Fontes próximas à Way que acompanham a operação acham que o número de candidatos à compra acabou sendo inferior ao inicialmente esperado, mas entendem que é uma operação específica com alto valor, o que de fato limita os interessados.

ABTA 2006

Acontece durante o Congresso da ABTA 2006 uma sessão específica sobre as novas oportunidades que se abrem ao setor de TV por assinatura junto ao mercado financeiro e a novos investidores. Participam da sessão a Vivax (Carlos Norbert, diretor financeiro), que fará uma exposição sobre a experiência de abertura de capital da empresa no início do ano, e representantes da Net Serviços (Márcio Minoru) e dos bancos Banif (Wagner Cimino, que está agenciando a venda das ações da Way) e Fator (Jaqueline Lison). A sessão acontece no dia 3 de agosto, às 16:00. Informações sobre a programação do evento e inscrições estão disponíveis pelo site www.abta2006.com.br ou pelo telefone (11) 3120-2351.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!