Anatel solicita ao Ministério da Saúde priorizar vacinação de profissionais de telecom

Presidente da Anatel, Leonardo Euler, durante painel de abertura da Feninfra Live

Seguindo uma demanda do setor, tanto de operadoras como de trabalhadores de campo, a Anatel encaminhou ofício ao Ministério da Saúde sugerindo que os profissionais de telecomunicações sejam considerados grupo prioritário para a vacinação contra a covid-19. O presidente da agência, Leonardo Euler de Morais, confirmou a solicitação enviada ao governo nesta sexta-feira, 25, durante painel de abertura do Feninfra Live, evento organizado por TELETIME

Euler mencionou que durante a pandemia, as telecomunicações foram consideradas serviço essencial e permitiu que a sociedade brasileira continuasse a funcionar em meio às necessidades de isolamento social. Assim, o setor precisou continuar – e até aumentar, uma vez que cresceu a demanda por banda larga – com ações de instalação de equipamentos e manutenção de rede, com combinação de software e antenas para reforçar sinal móvel, aumento de fibras para backbone e aprimoramento de roteamento.

"Considerando todo o contexto, enviei ofício ao Ministério da Saúde solicitando que fosse considerado contemplar como grupo prioritário trabalhadores do setor de telecom, notadamente aqueles que trabalham com instalação de equipamentos e manutenção de rede", declarou o presidente da Anatel. Ele reforçou que isso também leva em conta a necessidade da "preservação do fluxo de trabalho e de ensino". 

Notícias relacionadas

Euler não revelou quando esse ofício foi encaminhado, e nem se já obteve resposta do Ministério da Saúde. Atualmente, capitais já estão implantando a vacinação por critério de idade.

Ainda no final de março, a Confederação de Tecnologia da Informação e Comunicação (Contic) já tinha encaminhado ao MS a mesma solicitação, destacando que o setor já teve mais de 50 mil trabalhadores contaminados, sendo que apenas em março deste ano foram 12 mil trabalhadores contaminados (um aumento de 170%). 

Agora em junho, as principais entidades de telecomunicações do País iniciaram campanha pública "Vacina para os profissionais de telecom". A iniciativa reúne, além da própria Contic, Abrint (pequenos provedores), Conexis (grandes operadoras), Febratel, Feninfra, Fenainfo, Associação Neo e Telcomp (operadoras competitivas), e também as entidades sindicais de trabalhadores Fenattel, Fitratelp, Livre UGT e Sintetel-SP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.