Abrint defende tarifa para resolver questão dos postes

Basílio Perez, presidente da Abrint

Para o diretor da Associação Brasileira de Provedores de Internet (Abrint), Basílio Perez, estabelecer preço de referência não é solução para resolver os problemas de negociação para o compartilhamento de postes nas áreas urbanas. Para ele, que participou do Encontro Tele.Síntese nesta terça-feira, 25, a medida gera discussões e acaba dificultando o processo de ampliação das redes.

"Os Estados Unidos estabeleceram tarifa. Poderíamos considerar esta possibilidade. Os provedores não querem deixar de pagar, mas tem que se estabelecer um valor justo", defendeu. Na visão de Perez, a saída passa por boa vontade para resolver os problemas.

Tributação

Outro aspecto abordado por Basílio Perez foi a carga tributária. Ele diz que os convênios estabelecidos por governos estaduais para a redução do ICMS até hoje não estão sendo aplicados. "O ICMS de alíquotas entre 25% e 30% foi pensado para empresas monopolistas, que tinham domínio do mercado. No entanto, a realidade de hoje é que temos cerca de oito mil empresas atuantes no Brasil. Realmente não é possível continuar desta forma", comentou. Segundo Perez, é preciso se pensar em uma forma de fazer com que as empresas tenham condições de sair da tributação do Simples Nacional (que estabelece limites de faturamento) de maneira escalonada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.