Vendas de tablets caíram 21% no primeiro tri no Brasil

No primeiro trimestre foram vendidos 1,78 milhão de tablets no Brasil, o que representa uma queda de 21% em comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram comercializadas 2,26 milhões de unidades, segundo relatório da IDC. O resultado ficou abaixo do que era esperado pelos analistas da consultoria, que projetavam 2 milhões. Com isso, a IDC reviu sua projeção para o ano inteiro: agora prevê que serão vendidos 8,1 milhões de tablets no Brasil em 2015, o que representará uma redução de 14% em relação a 2014.

Notícias relacionadas
Do total vendido entre janeiro e março, 94% foram destinados ao consumidor final e 6%, para o mercado corporativo. Além disso, 70% eram modelos com preço abaixo de R$ 500.

Em seu relatório sobre o tema, os analistas da IDC apontam como causas para queda a crise econômica vivida pelo País; a alta do dólar, que em alguns casos gerou um repasse de até 17% no preço dos tablets em comparação com o quarto trimestre; e a canibalização desse segmento por parte dos phablets (smartphones com tela grande). Os especialistas da IDC, contudo, entendem que os tablets continuam atraentes para determinados nichos de mercado, como crianças e o setor de educação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.