Anatel aprova ampliação de RAN sharing entre Vivo e Claro

O contrato de compartilhamento de infraestrutura e espectro entre a Vivo e a Claro teve a ampliação aprovada, nesta quarta-feira, 25, pelo Conselho Diretor da Anatel. O acordo entre as operadoras foi firmado para atendimento de metas de cobertura rural, previstas no edital de licitação da faixa de 2,5 GHz.

De acordo com o relator, conselheiro Otávio Luiz Rodrigues, estes são os quartos e quintos pedidos das operadoras para ampliar o ran sharing, que já recebeu a anuência prévia da Anatel. Ele ressaltou que as solicitações não se configuram em alteração do escopo do contrato aprovado e nem livra as empresas de cumprir as obrigações de coberturas previstas no edital. Além disso, afirma que o compartilhamento traz benefícios reais para os usuários.

Os pedidos compreendem a atualização da listas de estações radiobase compartilhadas e para adição de novos sites. As operadoras também pediram sigilo sobre o projeto técnico, que foi deferido pelo relator. Foram incluídas mais 180 antenas, subindo para 412 o total de sites compartilhados.

O conselheiro Igor de Freitas, que foi voto vencido na aprovação inicial dos contratos, por entender que a Anatel extrapolava ao condicionar a anuência à oferta de serviço por modalidade diversa das escolhidas pelas empresas na licitação, acabou acompanhando o relator. Ele disse que não mudou o entendimento, mas constatou que as operadoras não se manifestaram contra a exigência da agência.

1 COMENTÁRIO

  1. Então a vivo queria limitar a conexão pois a infraestrutura dela não estava mais suportando o trafego, mas agora ela pode compartilhar com a oi…. conte-me mais sobre isso!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.