"Não vamos pagar", diz Félix, presidente da América Móvil, sobre sinal das emissoras abertas

Foto: stock.tookapic.com/Pexels.com

José Félix, presidente do grupo América Móvil no Brasil, que controla as operações de TV paga da Net e da Claro TV, reitera o que disse há três anos sobre pagar para levar sinais das operadoras de TV aberta. "Não vamos pagar". Ele disse isso em um encontro com jornalistas em Brasília, para o lançamento dos serviços de banda larga móvel na faixa de 700 MHz na cidade, ao comentar as negociações com a Simba, empresa que representa os interesses do SBT, Record e Rede TV. Segundo ele, a crise econômica é real sobre o mercado de TV por assinatura, que parou de crescer e está consolidado em um mesmo patamar. "Com isso, não existe hipótese de onerar o assinante e o nosso esforço tem que ser de racionalizar os custos ainda mais". Félix, contudo, deu uma dica do que pode se esperar na negociação. "Agora é hora de ver o que tem de valor e colocar na mesa. Eu acho que o comercial (publicidade) deles tem valor", disse. Félix não especificou, contudo, se o carregamento pelas empresas de TV paga é que agregaria audiência e qualificação de público para as vendas de publicidade das emissoras abertas ou se o grupo América Móvil estaria disposto a incluir na negociação contrapartidas em mídia nas três emissoras. "Hoje qualquer assinante nosso pode pegar o sinal do ar. É claro que é mais cômodo ter tudo junto, mas ninguém ficou sem o sinal. Tiramos porque eles nos mandaram tirar, e direito autoral é uma coisa muito séria", disse Félix. "Ao negociar um contrato, queremos algo de longo prazo, não pode ser essa coisa de colocar e tirar".

Ao ser perguntado se as operadoras do grupo perdem base em função da ausência dos três canais, José Félix preferiu fazer mistério. "Essa é uma informação estratégica. Se eu digo que perdi, perco a vantagem na mesa de negociação. Se eu digo que não perdi, posso parecer grosseiro".

4 COMENTÁRIOS

  1. Diante de tudo que se tem até hoje sobre o tema, o resultado é um só: quem perdeu foi o consumidor, pois lhe foi suprimido parte do que já tinha no seu contrato, digo pacote de canais. Ademais, feriu de morte a legislação da Anatel, que prevê regras claras acerca de alteração do pacote de canais, mas, contudo, a ganância das operadoras de TV por assinatura esta acima de tudo e de todos.

  2. Embora o pacote possua canais abertos em sua composição, eu pago por canais fechados! Quem quiser que coloque uma simples antena e receba o sinal digital, esses locais já estão cobertos por esses canais. Depois a assinatura aumenta e o cidadão vai reclamar mais ainda…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.