Multilaser quer crescer 40% apoiada em smartphones Android

A Multilaser pretende pegar carona no bom momento do mercado de telefonia móvel para alavancar seus negócios neste ano. A empresa, que faturou R$ 500 milhões em 2011, pretende crescer 40% em 2012 com a chegada de novos smartphones. Dentre as apostas da companhia estão as fabricações de smartphones e tablets equipados com sistema operacional Android e aparelhos básicos com capacidade de uso de múltiplos chips.

Segundo Renato Feder, sócio-diretor da Multilaser, a estratégia de vendas desses equipamentos é focada no varejo, especialmente em grandes redes como Magazine Luiza, Walmart e Ricardo Eletro. “ As operadoras compram em grandes volumes, mas querem pagar pouco e, como a margem é apertada, reduzir o preço final seria prejuízo”, explica o executivo que adota a postura de manter os aparelhos com preço final semelhante ao de modelos com hardware e software equivalentes, mas importados da China.

Para se ter uma ideia, o celular mais simples, com capacidade para dois chips, é vendido por R$ 99, enquanto o aparelho de ponta, smartphone, custa R$ 399. Embora tenha escolhido um caminho diferente do adotado pela maior parte dos fabricantes de celulares, a Multilaser vendeu em 2011 aproximadamente 500 mil unidades de telefones móveis. “Em  nosso primeiro ano produzindo celulares [2010], o desempenho foi fraco, mas no ano seguinte foi o segundo produto mais vendido pela empresa”, comemora Feder.

Apostas

O executivo da Multilaser afirmou que pretende colocar no mercado equipamentos com Android 4.0 já no segundo semestre deste ano e, assim que possível, montar uma loja de aplicativos nos moldes da Samsung Apps. “Nosso objetivo é mostrar ao consumidor que podemos ter produtos de qualidade, feitos em Extrema/MG, com padrão equivalente ao dos produzidos por grandes fabricantes internacionais”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.