Sardenberg fora do conselho diretor?

Apesar de aprovado pela Comissão de Infra-Estrutura e pelo plenário do Senado Federal, o embaixador Ronaldo Sardenberg pode não assumir o cargo de conselheiro no Conselho Diretor da Anatel. Fontes bem informadas apostam que o embaixador buscaria uma posição como ministro de estado (mais provavelmente, ministro da Defesa, mas não se descarta também a vaga no novo "ministério do Futuro", atualmente prometido para o filósofo Mangabeira Unger). A razão para a preocupação de Sardenberg é simples: deixando a ONU, perde a imunidade que o protege do processo por improbidade administrativa que atualmente corre no Supremo Tribunal Federal. Sardenberg está sendo processado por ter utilizado avião da FAB para fazer viagem de turismo em companhia de sua esposa para Fernando de Noronha, na época em que era ministro do então presidente Fernando Henrique Cardoso. A nomeação para o ministério da Defesa devolveria imediatamente ao embaixador a imunidade, mantendo o processo no STF.
Na manhã desta quarta-feira, 25, Hélio Costa disse que esteve com o embaixador em Nova York, com quem conversou longamente, e está aguardando seu sinal verde (quando ele teria resolvido todas as pendências que ainda tem por lá) para disparar o processo de publicação do decreto nomeando-o conselheiro da agência. ?Uma vez publicado o Decreto, a pessoa terá 30 dias para assumir?, lembrou Hélio Costa.

Bedran

Em relação à nomeação de Antônio Bedran, o ministro Hélio Costa anunciou que o decreto com sua nomeação deverá ser publicado nos próximos dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.