Claro e WEG vão testar redes 5G privativas para uso industrial

A Claro anunciou uma parceria para implantação de tecnologia 5G em uma fábrica da WEG em Jaraguá do Sul, em Santa Catarina A intenção da dupla é avaliar a aplicação de redes privativas para uso industrial e soluções de Internet das Coisas (IoT).

Batizado como Open Lab WEG/V2COM, o projeto é o primeiro piloto viabilizado pelo Acordo de Cooperação Técnica assinado pela Anatel e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) em novembro como forma de subsidiar as discussões regulatórias sobre o tema.

Uma licença de uso científico em 3,5 GHz foi concedida à Claro para a iniciativa de indústria 4.0. A fornecedora de infraestrutura do projeto é a Ericsson. Já dispositivos protótipos e módulos utilizados no piloto (que, segundo a WEG, ocorrerá em ambiente real de produção) serão baseados em plataforma 5G da Qualcomm.

Notícias relacionadas

IoT

Além da implementação da rede e de provas de conceito em redes privativas, soluções de IoT também serão testadas. Entre elas, tecnologias para leitura e monitoramento de sensores, controle de robôs e máquinas de forma remota e aplicações multimídia.

Segundo comunicado, a WEG busca "um alto nível de automação" para sua operação, que envolve a produção de motores elétricos, transformadores, geradores e tintas. Já a Claro reafirmou intenção de ser um agente relevante dentro do ecossistema de inovação aberta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.