5G: EUA adiam leilão de 3,5 GHz por conta do coronavírus

A Federal Communications Commission (FCC) dos EUA anunciou nesta quarta-feira, 25, que adiou um leilão de espectro em 3,5 GHz para 5G que teria início no dia 25 de junho. Segundo a reguladora, a alteração é necessária para garantir mais tempo para o planejamento das participantes, além de proteger a segurança de funcionários da agência em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Dessa forma, a primeira licitação de banda média do país foi remarcada para iniciar no dia 23 de julho. "Muitos norte-americanos tiveram que tomar decisões difíceis sobre como fazer negócios neste ambiente de rápidas mudanças, e a com a FCC não foi diferente", afirmou o presidente do conselho do órgão regulador, Ajit Pai. Um processo licitatório de licenças FM marcado para o fim de abril também foi adiado, mas sem nova data definida.

Em nota, a agência afirmou que segue comprometida em realizar o leilão de 3,5 GHz ainda no verão do hemisfério norte (que vai até 23 de setembro). A licitação de número 105 da FCC deve disponibilizar 100 MHz entre 3,55 GHz e 3,65 GHz. De maiores dimensões, um segundo de leilão de banda média que trará o 3-7-4,2 GHz está previsto para dezembro, exigindo uma conturbada limpeza da faixa por parte das operadoras de satélite locais. Até o momento, as faixas disponibilizadas para o 5G no país foram as de 24 GHZ, 28 GHz, 37 GHz, 39 GHz e 47 GHz.

Além dos EUA, a crise gerada pelo coronavírus também afetou o cronograma 5G de Portugal, que cancelou consulta pública sobre o tema após pedidos das principais operadoras do país. Já na França, as autoridades de telecomunicações admitiram que a pandemia deve impedir que um certame de espectro marcado par abril ocorra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.